Encanto, jazz e outros ritmos hoje no Rio

Musa holandesa Candy Dulfer ousa misturar o gênero tradicional americano com o pop e o R&B

A temporada 2011 do Jazz All Nights chega ao fim hoje com a bela e respeitada saxofonista Candy Dulfer, às 21h, no Oi Casa Grande – apresentando seu 11° CD, Crazy, aos cariocas.

Para a instrumentista e cantora holandesa, a música veio do berço. Filha de Hans Dulfer, famoso saxofonista de Amsterdam, Candy conheceu o jazz desde cedo. No entanto, o pai foi marginalizado na cena musical do país, acusado de misturar ritmos. O fato marcou a adolescente.

“Naquela época, mesmo ainda muito jovem, senti-me traída pela cena de jazz holandesa. Então, decidi que iria fazer as coisas do meu próprio jeito. Para começar eu tocaria R&B, pop e o que mais me emocionasse”, lembra Candy.

O rumo da carreira, segundo a saxofonista, foi ideal para ela conseguir o sucesso.

“Acredito que uma das razões de minha carreira ter ido tão bem, se mantendo neste ritmo depois de tantos anos, é porque faço essa mistura realmente estranha. Não tenho medo de colocar jazz e R&B na música que eu faço”, conta a holandesa.

Em 2008, Candy recebeu a Harpa de Ouro, por sua contribuição para a música holandesa. Em setembro do mesmo ano, juntava-se ao astro Lionel Richie para quatro espetáculos na Holanda.

Ao longo da carreira, ela também já tocou com Prince, Dave Stewart, Beyoncé, Pink Floyd e Aretha Franklin.

Fim da série 2011 

Lançado em 2007, no Rio e em São Paulo, para fomentar o gênero, o Jazz All Nights recebeu Bobby McFerrin, Branford Marsalis e Esperanza Spalding em 2011. Freddy Cole e Arturo Sandoval também já tocaram no evento.

Fontes: Jornal Destak e Teatro Oi Casa Grande

 

 

 

 

Mais detakhes em: http://oicasagrande.oi.com.br/evento/jazz+all+nights++candy+dulfer/8.html

This entry was posted in Dicas, Notícias, Rio and tagged , , , . Bookmark the permalink.

Comments are closed.