A Cidade

SEJA BEM-VINDO

Cariocas - Se você é “carioca da gema”, ou tem “alma carioca”, este site é pra você!

E também, pra você que não conhece o Rio, está longe, ou morrendo de saudades.

Aqui você vai encontrar muitas fotos e dicas de como curtir está cidade, a mais cantada do mundo, de “Cidade Maravilhosa” ao “Rio 40º”, visto que, “teu mar, praias sem fim / Rio você foi feito pra mim”, embora nem todos sejamos Flamengo ou tenhamos uma nega chamada Teresa, um fusca e um violão, basta-nos a certeza de que “O Rio de Janeiro continua lindo” ou que uma garota de Ipanema continue em seu “doce balanço a caminho do mar” para nos sentirmos e sabermos ser o “coração do meu Brasil”. Fonte: www.rio.rj.gov.br

O Site - Não vamos reinventar a roda. Existem centenas de sites sobre o Rio de Janeiro, então além das nossas dicas, vamos relacionar os melhores links do que já existe por aí.

Rio de A a Z, mais de 500 dicas para você.

A Cidade têm inúmeras atrações, algumas muito conhecidas e outras nem tanto. Vamos tentar relacionar ambas neste espaço, além de umas boas dicas e fotos:

 

Arpoador

Pedras do Arpoador

As pedras do Arpoador são muito mais do que um simples divisor das praias de Copacabana e Ipanema, até mesmo porque a não tão famosa Praia do Diabo está entre as duas. Point do surf na zona sul, de lá também tem-se uma das vistas mais bonitas do Rio, e com certeza o melhor lugar pra curtir o pôr-do-sol, emoldurado pelas praias de Ipanema e Leblon, Morro Dois Irmãos, e a Pedra da Gávea. O visual para o outro lado também é show, além da Praia do Diabo, temos o Forte de Copacabana e a Baía de Guanabara. Ali também está localizado o Parque Garota de Ipanema, onde costumam rolar altos shows, principalmente no verão, além de uma pista de skate. A galera que curte surf não pode deixar de conferir a famosa Galeria River, na Francisco Otaviano, primeiro centro comercial do Rio de Janeiro ligado ao esporte, na área desde 1967!

 

Árvore de Natal da Lagoa

Embora seja sazonal, com certeza quando está lá no meio da Lagoa, é uma das atrações mais bonitas e disputadas da cidade, e sua inauguração já é a terceira maior festa do Rio, só perdendo para o Carnaval e o Reveillon. A “boa” é ir curtir a tarde na Lagoa, e esperar ela acender, ou então ir à noite mesmo, e depois ficar em um dos quiosques pra uns petiscos noite a dentro. Evite os fins de semana, fica lotadaço!

 

Baía de Guanabara

“Dia de luz, festa de sol, e o barquinho a navegar, no macio azul do mar. “  Não deixe de conhecer o Rio por outro ângulo; a vista da cidade a partir do mar nos leva a uma viagem no tempo, passando por praias, museus, fortalezas e ilhas. Falando em ilhas, não deixe de conhecer a Ilha Fiscal, cenário do evento que ficou conhecido como “O Último Baile do Império”, realizado alguns dias antes da Proclamação da República, a ilha pode ser conhecida em um passeio oferecido pelo Espaço Cultural da Marinha, local onde também é oferecido um passeio pela Baía, dentre outras atrações interessantes, como a visita a um submarino. Endereço: Espaço Cultural da Marinha, Av. Alfredo Agache s/n , próximo à Praça XV, Centro, RJ. Telefone: 2233-9165 ou 2104-6992. Existem outros passeios disponíveis para quem quer conhecer a Baía. Uma delas é a bordo de uma barca to mesmo tipo que faz a travessia Rio-Niterói, e acontece todos os domingos com saída às 10:00 na Estação das Barcas na Praça XV. Detalhes no site da Barcas SA. O navio da foto, Pink Fleet, não navega mais, pertencia ao milionário Eike Batista.

Botafogo 

Dizia-se por aí que Botafogo era um bairro de passagem, que só servia de caminho entre outros bairros. Porém, de alguns anos pra cá o bairro ganhou várias atrações que derrubaram de vez esta idéia. Pra começar, podemos citar o Botafogo Praia Shopping, aí você pode dizer: “Shopping é tudo igual”. Ah é, então vá até a varanda do último andar e me diz de que shopping você tem uma vista daquelas, ele fica “na cara do gol”, perfeitamente de frente para a Enseada de Botafogo, com o “Pão e Açúcar” de pano de fundo, e mais uma bela vista do Aterro do Flamengo. Se quiser mais, alguns restaurantes servem na varanda ou no andar inferior, tem um janelão panorâmico. Ali pertinho, na mesma rua (nº 316), você vai encontrar cinemas onde rolam filmes que não estão no circuito comercial, mas que são sucesso de crítica mundo a fora, trata-se do complexo Unibanco Artplex, que ainda tem uma super cafeteria, e também as salas do Estação Botafogo, na Rua Voluntários da Pátria, que por sinal também tem uma ótima cafeteria. Ali pertinho também, na Rua São Clemente, 134, um outro lugar muito legal é aCasa de Rui Barbosa, que conta com museu com sua biblioteca pessoal, móveis e objetos de decoração originais, seus carros, cineclube, e belos jardins. Se você curte história, o Museu Villa-Lobos é outro que deve ser visitado, conta com um acervo completo sobre o maestro que quando em vida foi considerado o maior compositor das Américas, fica na Rua Sorocaba, 200.  Andando pela Voluntários da Pátria em direção ao Humaitá, bairro vizinho a Botafogo, você vai encontrar a Cobal, de dia é um enorme mercado “horti-fruti”, e à noite se transforma em complexo gastronômico e de lazer que atende todos os gostos, é um “point” muito badalado na zona sul. Dá até para curtir shows de dança flamenca ali por perto, aCasa de Espanha fica na Rua Maria Eugênia. Shows típicos de Portugal na Adega do Valentim, na Rua da Passagem também são um boa pedida. Acredite, dá até pra visitar o Cemitério São João Batista sem ser enterro de ninguém, lá estão esculturas de grandes mestres, e a cada dia tem sido procurado por mais visitantes, é uma verdadeira exposição de obras de arte a céu aberto de mestres como Rodolfo Bernadelli, que quando vivo foi diretor da Escola Nacional de Belas Artes. O acompanhamento de um guia de turismo é fundamental para localizar as obras e identificar seus autores. Ainda tem muito mais em Botafogo, mande sua dica.

Carioquinha




Fique de olho neste link. Na baixa temporada você pode curtir as principais atrações turísticas da Cidade pagando metade do valor normal do ingresso. Mas é só para quem nasceu ou mora no Rio.

Com certeza um dos locais mais interessantes pra quem quer conhecer o Rio. Vai ser difícil listar aqui tudo que achamos que vale à pena conhecer no centro, mas vamos lá. O legal do centro é caminhar, mas como a área é grande, vamos tentar subdividir a região. Lapa - Além de berço da boemia carioca, ver tópico nesta página, visite aRua do Lavradio, onde há grande concentração de antiqüários e bares interessantes; a Catedral Metropolitana com capacidade para 20.000 pessoas é um marco arquitetônico que merece ser visitado também; e logo ao lado do edifício da Petrobrás, está a estação do bondinho que leva à bucólica Santa Teresa, passando por cima do antigo aqueduto com arcos duplos de 64m de altura, e que desde 1896 serve de viaduto. Ainda pertinho dali, no Largo da Carioca, não deixe de visitar oConvento de Santo Antônio, um dos mais antigos (1615) e importantes conjuntos coloniais remanescentes na Cidade, e de onde têm-se uma bela vista do Largo da Carioca e adjacências. Se bater àquela fome, ali pertinho, na Rua da Carioca, está um dos mais tradicionais bares do Rio, o Bar do Luiz, inaugurado em 1887, quando Dom Pedro II era o imperador, e o Rio, a capital do império. Lá você vai encontrar um cardápio saboroso e um dos melhores chopps da cidade. Falando em comer, por ali também estão duas confeitarias de deixar qualquer um com água na boca, a Colombo (1894), e a Casa Cavé(1890), primeira do Rio Antigo.  Cinelândia - Com certeza um dos lugares mais cariocas da cidade: Agitação dia e noite, mistura de gente de todas as classes e origens, cinemas, teatros, bares, e uma belíssima arquitetura. Destaque para o Theatro Municipal, aBiblioteca Nacional, o Museu de Belas Artes, a Câmara dos Vereadores, e os Cines Odeon e Palácio, remanescentes da década de 1920, quando estavam ali os melhores cinemas da cidade, daí o nome Cinelândia. O Passeio Público é outro destaque da região, foi o primeiro parque ajardinado do Brasil (1783), além de possuir esculturas concebidas por Mestre Valentim, um dos maiores artistas da época. No local também acontece uma feira de colecionadores de selos e postais antigos aos domingos pela manhã. Praça XV - Pode-se dizer que o Rio começou lá, mesmo após modernizada pela Prefeitura, continua linda. Ali estão a Estação das Barcas, faça um passeio atéNiterói ou Paquetá pra curtir o visual, o Paço Imperial, antiga residência do governador e do vice-rei, o Arco do Teles, o que sobrou do incêncio da imponente residência da famíla Teles de Menezes, e onde hoje funcionam diversos bares, restaurantes e ateliês, e que dá acesso Rua do Mercado com seus antigos prédios, onde outrora funcionava o Mercado do Peixe, e estão localizadas as igrejas centenárias do Carmo e Convento das Carmelitas. Ali pertinho também está o imponente prédio da Assembléia Legislativa, o Palácio Tiradentes, no local onde outrora existia uma cadeia, na qual Tiradentes esteve preso por três anos aguardando  execução. Estique o passeio até o Espaço Cultural da Marinha, visite o Museu Naval e faça o Passeio até a Ilha Fiscal. Entre a Praça XV e a Igreja da Candelária, que mais parece um oásis no meio das movimentadas avenidas Rio Branco e Presidente Vargas, e que para felicidade de todos, escapou de ser demolida, quando da abertura desta última, existem centros culturais e museus de alto nível, destacando-se oCCBB, a Casa França Brasil, o Centro Cultural dos Correios, e o Museu Histórico Nacional. Praça Mauá – É a região portuária, ali localiza-se o Terminal Marítimo de Passageiros, além de vários armazéns, na maioria, desativados. A região já foi muito famosa devido às várias boates, “inferninhos”, criadas pela proximidade com o cais do porto. O destaque da região fica por conta do Mosteiro de São Bento, construído pela Ordem dos Beneditinos no século XVII, e perfeitamente conservado até hoje. As missas dominicais entoadas pelos monges com cantos gregorianos são uma atração imperdível. Vá também até oMorro da Conceição, lá pode-se visitar a Fortaleza da Conceição (1743), construída para defender a cidade de invasões, como a do francês Duguay-Trouin, que em 1712 ocupou o Mosteiro de São Bento. Atualmente lá funciona o Museu de Cartografia e Máquinas antigas do Exército. A região abriga também um casario antigo bem conservado, e projetos sociais com apoio da igreja. Se estiver com vontade de fazer uma boquinha por aqui, a dica é ir até  a antiqüíssima Rua Miguel Couto, é lá que fica o tradicionalBeco das Sardinhas, um monte de bares especializados nessa iguaria. O local costuma lotar com o pessoal que vai tomar um chopp depois do trabalho, mas com certeza esse é um dos pontos mais cariocas da cidade, e as sardinhas são show! Fique de olho nas placas vermelhas espalhadas pelo centro, elas indicam os pontos turísticos elencados pela Prefeitura. Breve novas dicas!

O antigo Pavilhão de São Cristóvão foi reformado para abrigar, a “feira dos paraíbas”, como era conhecida, e que funcionava nas ruas ao redor.  São mais de 600 barracas de produtos típicos do nordeste brasileiro, onde funcionam também muito bares e restaurantes. Também há shows e música ao vivo para dançar, principalmente forró, vale uma visita. Dica: Prefira sábado à noite. Endereço: Campo de São Cristóvão s/n. Telefone: 2580-0501.

Até olhar para o céu do Rio de Janeiro é um ótimo programa. Financiada por uma agência de viagens, a pesquisadora Anya Hohnbaum gastou 72 dias em uma jornada por 20 países, procurando pelo céu mais azul do mundo. E o vencedor foi: Rio de Janeiro, Brasil, agora cientificamente reconhecido como tendo o céu mais azul do mundo. Um contraste de cores muito interessante pode ser observado a partir do Jardim Botânico, outro ótimo programa da Cidade.

 

Chorinho nas praças

Rodas de chorinho, um produto tipicamente carioca, estão se espalhando informalmente pela cidade, e já viraram mais um ótimo programa de fim-de-semana.

Roda de chorinho na Praça São Salvador

As rodas mais famosas são a “Arruma o Coreto”, que rola aos domingos na Praça São Salvador, no Flamengo, e a veterana “Choro na Feira”, na Rua General Glicério, aos sábados no meio da feira livre em Laranjeiras. As rodas acontecem sempre entre 11h e 13h, menos quando chove, claro.

 

 

Confeitaria Colombo

Que tal lanchar ou almoçar nesta que é um sucesso desde 1894 no centro do Rio? O luxuoso mobiliário de jacarandá, espelhos belgas, e bancadas de mármore são os mesmos. A beleza do lugar impressiona, e também as famosas guloseimas. Não deixe de conhecer o mezanino, e impressione-se ainda mais com a clarabóia e a nobreza do salão. Endereço: Rua Gonçalves Dias, 32 – Centro. Telefone: 2232-2300. Funciona de 2ª a Sábado. Uma dica legal também é conhecer a filial instalada no Forte de Copacabana, outro local histórico que vale à pena conhecer. Lá não existe o luxo da original, mas a vista da praia de Copacabana, essa aí da foto que ilustra todas as páginas deste site, acompanhada das mesmas guloseimas, é páreo duro.

Corcovado

Este dispensa apresentações, é o símbolo maior da Cidade. De cima do morro do Corcovado, a estátua doCristo Redentor de braços abertos abençoa-nos a todos, e representa muito bem o espírito do carioca, que também de braços abertos recebe os milhares de visitantes que chegam à cidade todos os anos. Conheça a históriadeste magnífico monumento. Dica maneira: Você pode ir até o Cristo por trilhas, tem uma que começa dentro do Parque Lage, e outra a partir da Estrada das Paineiras, no Parque Nacional da Tijuca, um outro passeio muito bonito por sinal. Também dá pra ir de carro, a partir do Cosme Velho, mas a sinalização não é das melhores. Leve um GPS. De bike também é maneiro, uma opção é partir de Laranjeiras, subir a Rua Alice em direção a Santa Teresa. De lá siga os trilhos do bondinho até o mirante Dona Marta, e a partir daí a subida mais pesada até a guarita de entrada do Cristo. A entrada é paga, mesmo de bike, mas o visual do passeio pra chegar mais a vista do Cristo compensam fácil. Então, se tiver disposição, vai lá!

Curta o visual do alto do monumento

Curta o visual do alto do monumento

 

 

Cristo 360º – Curtam o visual deste belo trabalho do Jornal O Dia.

 

 

 

Decolar para São Paulo

Os usuários da Ponte Aérea com certeza sabem do que estamos falando. O show começa na Baía de Guanabara, passa pelo Aterro do Flamengo, e segue pelas praias cariocas. O visual é de cair o queixo! Portanto, se te convidarem pra dar um pulinho em “Sampa”, não dispensa não. Para apreciar melhor o visual, você deve se sentar do lado direito da aeronave, tanto na ida como na volta.

 

Engenhão

Que tal conhecer um dos estádios mais modernos do mundo? O Estádio Olímpico João Havelange é uma obra que impressiona pela beleza e modernidade. O estádio fica no Bairro do Engenho de Dentro, zona norte da cidade, e tem fácil acesso, principalmente por trem. Construído para o PAN 2007, tornou-se um dos ícones do esporte na cidade, e mais uma atração turística também. Aproveite para visitar também o Museu do Trem, localizado bem em frente ao estádio.

Depois de dois anos interditado, o Engenhão (Engenho de Dentro, ☎ 2597-9775), casa do Botafogo, reabriu de nome novo: passou de Estádio João Havelange para Estádio Nilton Santos, em homenagem ao craque alvinegro.

As estátuas de Zagallo, Jairzinho e outros craques continuam ali, boas para selfies.

.

Feira Hippie de Ipanema

Há mais de quarenta anos esta feira atrai cariocas e turistas do Brasil e do mundo à Praça General Osório. Todos os domingos, das 7:00 às 19:00, dezenas de artesãos vendem suas mercadorias nos stands deste concorrido espaço. Vale conferir e sair, por vezes, com peças que são únicas. Saindo da feira, não deixe de assistir e bater palmas para o pôr-do-sol na praia, pode ser do calçadão, da areia, ou das pedras do Arpoador, aliás a vista de lá é show: Pedra da Gávea e Morro Dois Irmãos de um lado, Pão de Açúcar do lado oposto, Ilhas das Palmas, Cagarras e Comprida à frente. Ah, quase esqueci, aos Domingos a pista junto a orla fica fechada, transformando-se em uma bela área de lazer.

Fortalezas Históricas

As fortalezas ou fortes, como são mais conhecidas, foram construídas com o objetivo de melhor defender a Baía de Guanabara. A localização privilegiada reserva aos visitantes uma vista panorâmica sensacional, além de outras atrações como museus internos e exposições. Os principais fortes do RJ abertos à visitação são: Forte de Copacabana - Melhor vista de Copacabana! E não deixe de visitar o museu e os canhões. Forte do Leme - Suba até a bandeira, lá também tem canhões históricos, e uma vista muito bonita de Copacabana e do Pão de Açúcar. Na volta, aproveite para conhecer o Caminho dos Pescadores no final da Praia do Leme. O Forte de São José, na Urca, faz parte da Fortaleza de São João, agora reaberto ao público, conta com um ótimo museu, e mais uma bela vista do Rio. Aproveite para conhecer também as belezas do bairro da Urca.  Fortaleza de Santa Cruz - Esta em Niterói, a fortaleza é linda, e a vista do Rio, mais ainda. Clique no mapa para ampliar, e aqui para ver a galeria de fotos das fortalezas.

 

Gávea 

A Gávea é um bairro da zona sul do Rio que anda meio esquecido pelos cariocas, o que não é justo, já que concentra uma quantidade significativa de atrações de alto nível. Tem o Hipódromo, que além das tradicionais corridas, abriga eventos e feiras legais, como a Babilônia Feira Hype, podemos citar ainda a Praça Santos Dumont, bem em frente, aonde rola uma feira de antiguidades bem legal aos domingos. Na mesma praça, pelo menos dois restaurantes devem ser citados, o Braseiro e o Hipódromo Up, ambos ótimos,  fazem parte do famoso Baixo Gávea, point de várias gerações, e que continua fazendo sucesso entre os cariocas. Um pouco mais à frente, chegamos aoShopping da Gávea, que além das lojas, abriga vários dos melhores teatros da cidade, e boas  salas de cinema também. E o Planetário, heim! Um show de lugar, com atrações para todas as idades. Destaque para as envolventes Sessões de Cúpula, e o projeto Música Nas Estrelas. E andando mais um pouquinho chega-se ao genial Instituto Moreira Sales, um espaço cultural que reúne teatro, cinema, mostras e exposições gabaritadas em uma linda mansão  em meio a muito verde. Ainda tem oParque da Cidade, uma imensa área verde com lagos, cascatas, trilhas e um museu, mas que está abandonado pelo poder público. Por isso, não recomendo à visita enquanto a situação não mudar por lá. Alô Prefeitura!!!

 

Helicóptero

Que o Rio lindo,  ninguém duvida. Visto do alto então, é indescritível. Se sobrar uma graninha, o passeio de helicóptero é imperdível. Os passeios saem do heliponto da Lagoa Rodrigo de Freitas, e também de outros pontos, como do Pão de Açúcar. Bom, melhor assistir o vídeo.

 

 

 

Ilha de Paquetá 

Um bairro da cidade que é uma ilha. Uma Ilha da Baía da Guanabara que é um bairro. A ilha atrai turistas de tudo que é canto, é um lugar privilegiado para passear e namorar. O passeio começa na Praça XV, onde pode-se optar por uma barca, catamarã ou aerobarco para a viagem, o que por si só já é uma atração (informações – tel. 25334343). Chegando lá, descobre-se que não há trânsito de veículos motorizados, e sim de charretes e bicicletas, um verdadeiro oásis de paz a menos de uma hora da cidade. Paquetá é natureza pura, não deixe de caminhar por suas praias, ir até a Pedra da Moreninha, ao mirante do Morro da Cruz, e ao recém-reformado Parque Darke de Mattos. A boa é alugar uma bicicleta. Falando em pedalar, faça um passeio de pedalinho e curta o pôr-do-sol. Ah, claro, não faltam bons restaurantes especializados em frutos do mar.

 


Jardim Botânico

Jardim Botânico - Foto: Marcelo Branco

Criado por D. João VI em 1808, é sucesso entre cariocas e turistas até hoje. São mais de 8000 espécies de plantas e flores do Brasil e do  mundo, além das famosas palmeiras imperiais da época da fundação, lago com vitórias-régias, orquidário, estufa, dentre outras atrações, inclusive uma simpática lanchonete. Curiosidade, lá você também vai poder conhecer uma das primeiras fábricas de pólvora do Brasil, fica na Casa dos Pilões.  Endereço: Rua Jardim Botânico, 920 – Jardim Botânico. Tel. 3874-3808. Diariamente das 08 às 17h. Aproveite para ir até o Parque Lage, fica na mesma rua (no nº 414), e conhecer a Escola de Artes Visuais.

 

Lapa

Berço da famosa boemia carioca, o bairro revela também um dos mais ricos conjuntos arquitetônicos da cidade, além de inúmeros restaurantes e casas de show. Na Lapa, os diversos ritmos convivem harmoniosamente, do samba de raíz e o chorinho, ao rock pesado, estão todos lá. Falando em ritmos, impossível não citar o Circo Voador. O verão de 1982 ficou conhecido no Rio de Janeiro como “o verão do Circo Voador”. Ainda no Arpoador, o centro de manifestações culturais ficou famoso como um dos primeiros espaços da abertura política, após quase 20 anos de ditadura militar no Brasil. Os holofotes se voltaram para a lona quando, em 82, germinava a semente do Rock Brasil, trazendo a Blitz, o Barão Vermelho, os Paralamas do Sucesso dentre outros tantos influentes nomes dos anos 80. Ao amplificar a cena roqueira para o resto do país, o Circo Voador se tornou passagem obrigatória, fazendo despontar nomes hoje consagrados. Cidade Negra, Lenine, Raimundos, O Rappa, Sepultura, Planet Hemp e Skank entre os grupos usaram a lona como trampolim para o sucesso. O Circo é uma verdadeira lenda viva no cenário carioca. Outro espaço que merece destaque neste espaço é a Fundição Progresso, centro cultural que se divide em múltiplos espaços, onde acontecem shows e outros eventos. Sob nova administração desde 1999, comandada por Perfeito Fortuna, fundador do Circo Voador, a Fundição Progresso tornou-se um moderno e bem equipado centro cultural, sem perder o caráter alternativo e a importância histórica da sua arquitetura original. Fonte: Sites lanalapa, Circo Voador e Fundição.

 

Mapa do Metrô

Veja como chegar em várias atrações turísticas usando um transporte rápido e seguro.

Clique na imagem para ampliar

 

Mirante do Leblon

Que tal beber uma água de côco ou uma cervejinha com essa vista? Gostou, então vá até o final da praia do Leblon e suba a Av. Niemeyer, pode ser a pé ou de carro.

Se tiver disposição, suba até o Parque Dois Irmãos, de lá tem-se uma vista mais ampla de toda a orla.

 

Música no museu

Em tempos de “funks” disso e daquilo, poder assistir a concertos de alto nível em museus idem, é um verdadeiro “manjar dos deuses”. Todos os museus são ótimos, mas alguns como o MAM, ainda oferecem a vista de uma paisagem fantástica, no caso, o Parque do do Flamengo, uma obra prima do paisagista Roberto Burle MarxBaía de GuanabaraMarina da Glória, e Outeiro da Glória. Aproveite e visite o Monumento aos Pracinhas, localizado logo ao lado, e conheça um pouco mais da história da participação brasileira na 2ª grande guerra.

 

O Rio que poucos cariocas conhecem


Fica bem ali, de frente para Ipanema, mas poucos são os que vão além da arrebentação desvendar essa imensidão azul. Veja algumas fotos das ilhas e do ainda rico mundo submarino da cidade (fotos de Carlos Secchin, autor do livro “Mar do Rio – Fronteira azul da cidade”). +Fotos

 

 

Pão de Açúcar

Mais um que dispensa apresentações, e na minha humilde opinião, tem-se lá de cima a vista mais bonita do Rio. Além do passeio nos bondinhos, que por si só já vale o ingresso, lá também acontecem vários eventos, inclusive shows madrugada a dentro. A vista noturna da Cidade é igualmente fantástica, confira no site oficial a programação. Uma dica legal é subir pela trilha do segundo morro, além de não pagar nada, a vista é fantástica, e ainda dá pra descer de bondinho sem pagar depois das 18:00, quando fecham os portões que dão acesso à Pista Claudio Coutinho. Só uma coisa, se tiver dúvidas quanto ao caminho, contrate um guia. A caminhada dura menos de uma hora, curtindo a paisagem.

 

Pista Claudio Coutinho e Urca

Um belíssimo passeio em uma pista para caminhadas serpenteando o mar da Urca, ao lado do Pão de Açúcar, e um visual incrível da Bahia de Guanabara e da Praia Vermelha, faz bem e não exige tanto dos atletas de fim-de-semana. Se quiser algo mais “radical”, suba a trilha que leva até a primeira parada do bondinho, mas não deixe de contratar o passeio com um guia, é mais seguro. Ah, se for fim-de-semana e à tardinha, entre na fila e saboreie uma deliciosa “tapioca”  no calçadão da Praia Vermelha. Se estiver com muita fome, a dica é o restaurante do Círculo Militar (ao fundo na foto). A vista e o clima no local são fantásticos, ótimo para almoçar, jantar ou simplesmente tomar um choppinho. Tem MPB ao vivo à noite, e é bom mencionar que a segurança é garantida pelos sentinelas do exército.  Já que estamos na Urca, vale à pena entrar no bairro para um passeio por este que é um dos bairros mais charmosos do Rio. Caminhe tranqüilamente pelo calçadão admirando a Baía, a Ponte Rio-Niterói, Enseada de Botafogo, e tantos outros cartões postais. Se preferir, pare e pesque da mureta, os pescadores locais ficam ali até de madrugada. Aproveite para conhecer o prédio onde funcionava o Cassino da Urca, e depois, a TV Tupi, até o início da década de 80, e que em breve será transformado em um centro cultural. Bem próximo ao “Cassino” e de frente para a praia está localizado um outro tradicional restaurante, o Garota da Urca, ótimo para um choppinho. Continuando a caminhada até o final do  calçadão chega-se ao Forte São João, a qual também pode ser visitada (informe-se antes, Tel. 21 2543-3323). Se quiser almoçar ali por perto, a dica é o Bar Urca, no final da Rua Candido Gaffrée. Além do visual, comem-se maravilhosos frutos do mar. Se você for até a igreja na Av. Portugal, correrá o risco de esbarrar com Roberto Carlos, freqüentador assíduo e morador da mesma avenida. Quase esqueço, ainda tem o “sushi-bar” do Iate Clube da Av. Pasteur, na saída do bairro, fica ao ar livre, no meio dos barcos. Essa é a Urca!

 

Praia da Reserva

Para quem procura uma praia bonita e tranquila, uma ótima opção é a Praia da Reserva, situada entre as praias da Barra da Tijuca e Recreio dos Bandeirantes. É uma reserva biológica, mas o banho de mar é permitido. Após as reformas do projeto Rio-Orla, acabou o estacionamento na beira da praia, mas existem outros particulares em frente. Leve uns sandubas e bebidas, pois nessa área não tem quiosques. Só não esquece de catar seu lixinho depois. Valeu!

 

Praias

Como quase em qualquer lugar, as praias do Rio também tem seus points. Então aqui vão mais algumas dicas: Pra quem quiser ver uma galera sarada, Pepê, no início da Praia da Barra da Tijuca. Pra quem quiser pegar onda, Macumba e Prainha, na Zona Oeste, e Arpoador, no início de Ipanema. Se quiser curtir uma galera mais descolada, fique entre os postos 9 e 10 em Ipanema. Querendo caminhar, siga até a Praia do Leblon, que é uma continuação de Ipanema. A boa aqui é seguir até O Mirante e curtir a vista tomando uma gelada. Se quiser uma praia mais selvagem, Grumari, também na Zona Oeste. Pra quem gosta de naturismo, pode ir curtir tranqüilo em Abricó. Outra praia selvagem que nem todo mundo conhece é a Joatinga, ótima para surf e para banho, fica meio escondida e com difícil acesso, mas vale à pena conferir, o visual é show! Ah, e como não mencionar Copacabana, eleita recentemente a mais bela do mundo. É isso aí galera, mas não esqueçam do filtro solar.

 

Quiosques da Lagoa

Os quiosques e atrações da Lagoa Rodrigo de Freitas já conquistaram um público fiel e diversificado, que se diverte aproveitando uma das mais belas paisagens cariocas. Pode ser um passeio a pé, de bicicleta, pedalinho, patins, ou simplesmente sentar na grama e aproveitar a vista e ótimo clima do local bebendo uma água de côco. Se for fim-de-tarde não deixe de apreciar o belo pôr-do-sol atrás do morro Dois Irmãos, e se quiser um choppinho, vá até um dos quiosques.

 

 

Rio 360°

Panorâmicas do Rio (360º), de seus principais pontos turísticos e mirantes. É um dos mais belos sites a respeito do Rio de Janeiro. Feito por um Canadense….
Rio visto do céu

Que o Rio é uma linda cidade todo mundo já sabe, mas se você não é um usuário da Ponte Aérea, piloto de asa-delta ou dono de helicóptero, provavelmente você nunca viu o Rio por esse ângulo. Desconheço o autor dessas super-fotos que andam circulando aí pela internet, mas  às reunimos aqui no RioFot pra você curtir mais esses visuais incríveis da cidade.

 

Riotur

Informações detalhadas das principais atrações turísticas da Cidade.

 

Santa Teresa

Visitar este bairro é conhecer antigos casarões, ver o Rio dos mais belos mirantes, apreciar ateliês de arte, freqüentar os mais autênticos restaurantes e botequins da cidade e se integrar à comunidade local, sempre receptiva e acolhedora. Uma boa dica para passar o dia no bairro é almoçar em um dos simpáticos restaurantes doLargo dos Guimarães ou tomar uma cerveja em um dos bares do Largo das Neves vendo o bondinho passar pra lá e pra cá, passear pelos ateliês, pegar um cineminha por lá mesmo, e se tiver sorte pode ser dia de show no Parque das Ruínas. Aproveite para visitar o Museu da Chácara do Céu, e claro, passear no bondinho, que não aparece tanto nos cartões postais, mas que é show. A dica é ir pra “Santa” de bondinho, embarque no terminal do centro da cidade, próximo à Petrobras. Se você quiser ficar mais do que um dia por lá, a dica é o Cama e Café, uma opção acolhedora de hospedagem em casas de família. Um evento muito legal é o Arte de Portas Abertas, onde durante um fim-de-semana, os mais de 50 ateliês do bairro abrem suas portas para o público, o lugar vira grande burburinho cultural, é também uma ótima oportunidade para conhecer o simpático casario local por dentro. O evento é organizado pelo “Chave Mestra“,associação dos artistas visuais de Santa Teresa. Agenda cultural e notícias do bairro.

 

São Cristóvão

Um dos bairros mais antigos do Rio, abriga um acervo cultural rico e variado. Localiza-se ali a Quinta da Boa Vista, uma das principais áreas de lazer do carioca. A Quinta tem grutas, lagos e jardins belíssimos. Lá ainda se vêem as crianças brincando com aviõeszinhos de isopor, bolhas de sabão, e aquelas bolas coloridas gigantes. Sua entrada já é monumental, um portal gigantesco da época do Império, o qual dava acesso ao Paço Imperial. Ainda na Quinta, localiza-se o Jardim Zoológico, o mais antigo do país e  point preferido da criançada, e o Museu Nacional, a mais antiga instituição científica do Brasil, criado por D. João VI, em 1818. Com um acervo riquíssimo, contando com múmias, esqueletos de dinossauros, biblioteca, dentre outras atrações, é visita obrigatória. Uma dica legal é almoçar no Restaurante da Quinta da Boa VIsta, bem em frente ao Zoológico, instalado onde funcionava a antiga capela da residência da Família Imperial. Quase esqueço, o passeio de pedalinho no lago atravessa gerações, e continua fazendo sucesso.  Em frente à Quinta, está localizado oMuseu Militar Conde de Linhares,(Tel. 21 2589-9734) o qual abriga um grande acervo de fotos, fardas, armamentos, equipamentos e viaturas do Exército brasileiro do século XVII ao XX. Mais à frente, na Av. D. Pedro II, encontramos o Museu do 1º  Reinado (Casa da Marquesa de Santos). A edificação de 1826 em estilo neoclássico, construída por D Pedro I para a amante o Marquesa de Santos, abriga o Museu do 1º  Reinado desde 1979, com pinturas, murais, decorações e móveis típicos da época.  A casa também foi moradia do Barão de Mauá. Reza a lenda que existe um túnel ligando a casa ao Paço de São Cristóvão, por onde o imperador seguia secretamente quando visitava a amante. Outro lugar legal pra conhecer é o Campo de São Cristóvão, que além daFeira de São Cristóvão, já citada em outo item, também tem em suas imediações, alguns dos mais tradicionais restaurantes da culinária portuguesa, como o  Adegão Portugês 21 2580-7288) (Tel., com suas vastas porções  de bacalhau, leitão e outras iguarias da terrinha, e  oCidade do Porto (Tel. 21 2580-9037). Ainda no Campo de São Cristóvão, temos o Espaço Cultural do Colégio Pedro II (Tel. 21 3891-1047).  Ainda nas imediações, não deixe de conhecer o Museu de Astronomia e Ciências Afins (MAST). O MAST funciona em um belo prédio em estilo eclético, com grandes cúpulas de observação, e possui lunetas históricas, hoje não mais em uso. Além de um vasto acervo histórico, a programação cultural é bastante interssante. Modernos telescópios estão à disposição do público para as sessões de observação do céu, e o melhor, entrada gratuita (Tel. 21 2580-7010). Curiosidade: São Cristóvão abriga ainda o únicocemitério público para animais de estimação do Rio, são mais de 4 mil vagas para os bichinhos descansarem em paz (Av. Bartolomeu de Gusmão, 1120).
Tour pelas  favelas

Os “gringos” adoram, mas você, meu amigo brasileiro, pode ir também, e conhecer um Rio bem diferente do mostrado nos cartões postais. O “favela tour”  mais conhecido é o da “Rocinha“, a maior favela da América Latina, com cerca de 150 mil habitantes. Antes só rolava o tour de jipe, mas agora também é possível subir a favela de moto e descer a pé pelas ruelas, tudo acompanhado por um guia, claro. No passeio, além de conhecer a estrutura da comunidade, há várias paradas pelo caminho, galeria de arte, lajes de casas de moradores para fotos, Padaria do Betinho, creche comunitária, e por aí vai. Quem foi, gostou. E que leva é a “Jeep Tour” e a “Be a Local“, de moto.

 

Trilhas do Rio

Uma maneira bem legal de entrar em contato com a natureza exuberante da cidade é fazendo trilhas. Existem trilhas  leves, moderadas e pesadas. Informe-se antes, e não dispense um bom guia. Algumas sugestões: Pão de Açúcar (leve) – Visual show e dá pra descer de bondinho pagando um valor bem menor; Parque da Catacumba(leve) – Visual show da Lagoa Rodrigo de Freitas; Pedra da Gávea (pesada) – Essa exige bom preparo físico e técnicas básicas de escalada na parte final, mas em termos de visual é imbatível; Pico da Tijuca (pesada) – Além de preparo físico, nem pense em dispensar um guia; Bico do Papagaio (pesada) – Floresta da Tijuca. Íngreme e acidentada, 5Km ida e volta, visual show também; Corcovado (pesada) – O início é dentro do  Parque Lage, são cerca de 2h até encontrar os trilhos do trenzinho e mais uns 20 de caminhada até o monumento; Travessia Petrópolis Teresópolis (pesada mesmo) – Rola nos arredores do Rio, são 30Km de caminhada; Trilha da Prainha (leve) – Visual com direito a curtir uma das melhores praias do Rio; Praia do Perigoso (leve) – A maior parte do público é formada por praticantes de trekking e rapel. O passeio começa no centro de Barra de Guaratiba, a trilha é leve, mas extensa, são umas quatro horas de passeio que descortinam uma natureza intocada; Trilha da Pedra Bonita(leve) – Apesar de íngreme é fácil, é de lá que a galera se lança no vôo livre, o visual é com certeza um dos mais bacanas;
Cachoeiras do Horto
(leve) – Explora as cachoeiras da região, ótima opção para fugir das praias lotadas no verão; Açude do Camorim (moderada) – Localizado no Maciço da Pedra Branca, este açude tem cerca de 1/4 do tamanho da Lagoa Rodrigo de Freitas. A trilha tem cachoeiras pelo caminho e figueiras da época do descobrimento do Brasil. Isso tudo, sem falar, que é na maior floresta urbana do mundo. É isso aí galera, e não esqueçam o filtro solar.

 

 

Visitas  guiadas

Um bom guia pode fazer toda diferença na hora de visitar um prédio histórico. Conhecer um pouco da história e curiosidades valorizam muito qualquer passeio. Selecionamos algumas atrações onde o serviço de guias está disponível:  Theatro Municipal - Onde? Centro. Tel. 2299-1717); Sítio Burle Max - Onde? Guaratiba. Tel. 2410-1412;

Instituto Moreira Sales - Onde? Gávea. Tel. 3284-7400; CCBB - Onde? Centro. Tel. 3808-2020; Jardim Botânico. Onde? Jardim Botânico.  Tel. 2294-9349;Fundação Oswaldo Cruz e Museu da Vida - Onde? Manguinhos. Tel. 2590-6747;  Museu de Astronomia e Ciências Afins (MAST) - Onde? São Cristóvão. Tel. 2589-7010; Palácio Laranjeiras -  Onde? Laranjeiras. Tel. 2299-5689; Maracanã - Onde? Maracanã. Tel. 2568-9962;Confeitaria Colombo - Onde? Centro. Tel. 2232-2300;Baía de Guanabara - Onde? Praça XV. Tel. 2233-9165;Ilha Fiscal - Onde? Praça XV. Tel. 2233-9165; Conhecendo o Centro do Rio a pé – Onde? Centro. Tel. 8871-7238.

 

 

Ziriguidum

O Rio de Janeiro sempre foi a cidade do samba, mas não contente somente com o título, a Prefeitura criou uma imensa área de mesmo nome. Lá é Carnaval o ano inteiro, é pra onde as Escolas de Samba levaram seus barracões, e trabalham todos os dias para preparar o próxima festa. O local é aberto à visitação das 10 às 17h, de terça a sábado. Pra quem quiser sentir como é o Carnaval e não vai poder ir pra avenida, a dica é a festa que acontece às quintas-feiras, onde após um tradicional show de samba, os foliões particpam de um animado desfile com direito a fantasia e tudo, como se estivessem no Sambódromo.

 

 

Direitos Autorais - Os textos e fotos que compõem as  páginas do site, e  que não são de minha autoria, tiveram em sua maioria, conhecimento e autorização dos autores para publicação. Se por algum motivo a divulgação for contra os interesses dos detentores dos direitos autorais, basta enviar um e-mail para mpbranco@yahoo.com que o item em questão será retirado imediatamente.

imediatamente.

 

MAIS DICAS

Cinemas - São muitos, a maioria em shoppings:

Programação

 

Jornais Cariocas - Estes são os principais:

Jornal do Brasil

O Dia

O Globo

 

Mapas Online - Guia de mapas, rotas e serviços:

GoogleMaps

Maplink

 


Shoppings - São muitos, espalhados por toda a Cidade, então vou relacionar somente alguns dos melhores:

Américas Shopping

Barra Shopping

Botafogo Praia

Downtown

Norte Shopping

Nova América

Rio Design

Rio Sul

Shopping da Gávea

Shopping Leblon

Via-Parque

 

Teatros - O Rio tem ótimos palcos, confira alguns:

Programação

 

Trânsito - Cidade grande, trânsito idem:

Câmeras

Ponte Rio-Niterói

Radares

 


 

Deixe uma resposta